Nosso Bairro

 Enviar matéria por e-mail

Criador do teatro

Depois de 20 anos de formação, André Amaro decidiu investir em seu próprio espaço cultural

Tamanho da Fonte     JURANA LOPES
jcosta@jornaldacomunidade.com.br
 Redação Jornal da Comunidade

[legenda=André fez do sonho uma realidade e mantém, há 9 anos, um teatro no bairro][credito=Foto: Dinah Feitoza]

Criador do Teatro Caleidoscópio- único teatro do Sudoeste-, André Amaro, 46 anos, é ator formado pela Fundação Brasileira de Teatro, onde estudou com a atriz Dulcina de Moraes. “O Teatro Caleidoscópio proporciona um grande crescimento cultural para o bairro”, diz André Amaro.


A ideia de criar um teatro começou em 1994, quando André iniciou a elaboração dos primeiros esboços do projeto de pesquisa que se intitularia “Teatro Caleidoscópio”, uma investigação sobre a dinâmica do caleidoscópio, na qual identificava similaridades com a prática teatral. Com o apoio da Coordenação de Extensão da Faculdade Dulcina de Moraes, realizou as primeiras oficinas com o propósito de formar, posteriormente, um grupo para treinamento sistemático de atores.


Em 2002, Amaro encontrou uma sala com tamanho adequado e resolveu investir em seu projeto, que já existia desde 94, e fundou o Teatro Caleidoscópio, localizado na quadra 102 do Sudoeste.


Nos primeiros anos de funcionamento do teatro, André dividia as funções de diretor e empresário com as de professor, cenógrafo, figurinista, produtor, divulgador, secretário, bilheteiro, porteiro, faxineiro, zelador e jardineiro. “Para conseguir manter o teatro, tive que assumir muitas responsabilidades, mas acho que isso foi bom para mim, porque me tornei mais completo na minha área.”


Segundo André, a escolha pelo local do teatro foi bem pensada. “Foi aqui no Sudoeste que construi meus sonhos, projetos e profissão”, declara. Um fato curioso é que a maior parte dos frequentadores do local não são habitantes do Sudoeste. “Gostaria muito que os moradores da região viessem assistir às nossas atrações”, lamenta Amaro. Entretanto, ele considera que alguns fatores poderiam ajudar muito o teatro. “A administração deveria manter um sistema de segurança, pelo menos nos dias com grandes apresentações. Além de autorizar a instalação do painel de divulgação das apresentações, pois assim divulgaria mais o nosso trabalho”, sugere o fundador do único teatro do Sudoeste/Octogonal.


Classificação Atual       ( 2 ) Dê a sua classificação:      


É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Grupo Comunidade

Home | Contato | Expediente | Anuncie | Receba nossas Publicações

Grupo Comunidade de Comunicação © 2008 | Política de Privacidade | Termos de uso