Imóveis

 Enviar matéria por e-mail

Qual o tamanho de uma garagem?

Ao realizar um empreendimento, as empresas da construção civil devem calcular as dimensões da garagem para não interferir ou comprometer o restante do imóvel. Código de Obras e Edificações de uma cidade determina o tamanho certo desse espaço

Tamanho da Fonte     TATIANE ALVES
tsantana@jornaldacomunidade.com.br
 Redação Jornal da Comunidade

[legenda=Garagem é essencial ao fechar um negócio, mas empresas devem estar atentas às regras do Código de Obras e Edificações]O tamanho certo para uma garagem, acredite, é essencial para não causar incômodos e tomar espaços úteis em outras divisões da casa. Por isso, antes de construir, é recomendável procurar profissionais especializados para cuidar de detalhes que, para você, podem ser complicados e até mesmo parecer impossível adequar ao que é necessário, mas aos olhos e análise de um profissional capacitado são meros ofícios simples da profissão.


A demarcação mal programada pode ser resolvida com intervenções simples de profissionais. Para quem não sabe, construir não é só ter materiais de construção e homens para dar andamento à obra. Existem regras e leis que precisam ser obedecidas dentro da construção. O Código de Obras e Edificações da cidade, por exemplo, determina o tamanho certo para a construção de uma garagem.


“Vagas em garagens variam com o ângulo em que se encontram, relativamente ao eixo de circulação. Para ângulos de 90º, 2m X 5m; para ângulos entre 90º e 45º, 2,30m X 5m; entre 30º e 0º, 2,20m X 5,50m. Vagas em estacionamentos, para ângulos de 90º, 2,40m X 4,50m; para ângulos entre 90º e 45º, 2,30m X 4,50m; entre 30º e 0º, 2,30m X 5m. Vagas destinadas a portadores de necessidades especiais são acrescidas de aproximadamente 1,20m na largura, conforme o ângulo”, explica Gustavo Fantanto, superintendente de engenharia da JCGontijo.


A maioria dos condomínios, por exemplo, preocupam-se em construir vários quartos, salas espaçosas, cozinhas gourmet, mas dão pouca importância às vagas de garagens. E na maioria das vezes elas são problemas para os moradores.


Em alguns condomínios fechados existem as chamadas “vagas presas”, aquelas em que o vizinho sempre tem de incomodar o outro na hora de tirar o carro da garagem. Esse tipo de transtorno pode ser evitado se o projeto de construção for posto nas mãos de profissionais capacitados.

Preferência
Hoje, o mercado automobilístico facilita bastante. Oferece excelentes condições para o cliente realizar o sonho de comprar um carro, algo que influi na preferência por condomínios e imóveis com garagens.
“Uma garagem é fundamental! Temos a maior frota de veículos por habitante no país. A maioria das famílias tem mais de um carro. Hoje, para apartamentos de alto padrão, até apartamentos de dois quartos devem contemplar mais de uma vaga”, explica Túlio Nascente, diretor de vendas da Beira Mar Imóveis. A ‘briga’ por vagas ainda tem sido assunto polêmico na maioria dos condomínios. Muitos deixam de comprar um imóvel pela falta de garagens. “Sem garagem não há negócios na maioria dos casos”, afirma Túlio.


Há muitos empreendimentos que são vendidos com vagas, porém não se esclarece ao cliente que  essas vagas são presas. Em ambientes como esses a recomendação é que as empresas procurem vender para moradores com afinidade, ou algum grau de parentesco, antes sair vendendo e depois ter problemas.


É essencial que os condomínios sejam construídos com vagas suficientes para o número total de moradores. A garagem tem sido um dos atrativos dos condomínios, talvez mesmo o principal na hora de fechar uma venda. Por isso as construtoras que desejam fazer excelente negócio devem pensar em todas as necessidades do cliente. Na Beira Mar Imóveis o tamanho é padrão: a garagem é de uso pessoal e mede 12m² (3m x 4m). Os problemas com vagas são exceção, não regra.


O que diz o Código de Obras
O Código de Obras obedece, rigorosamente, a Lei nº 2.105/98, que sancionou o Código de Edificações do Distrito Federal. O art. 1º fala que o Código de Edificações do Distrito Federal disciplina toda e qualquer obra de construção, modificação ou demolição na área do Distrito Federal, bem como o licenciamento das obras de engenharia e arquitetura.


Para ser mais específico, nos casos em que as dimensões do lote impossibilitem a localização de rampas e patamares de acomodação em seu interior, fica admitida sua localização além dos limites do lote, desde que: I – estejam adequados ao sistema viário projetado; II – a circulação de pedestres seja garantida (art. 74).


As dimensões das garagens devem respeitar o Código de Obras e Edificações da cidade. As vagas para carros populares, por exemplo, devem ter no mínimo 2,1 metros de altura, 2m de largura e 4,2m de comprimento. Na elaboração do projeto é importante obedecer e respeitar o código, pois todos os projetos passarão pelas administrações regionais. “Se não for respeitado (o código), serão devolvidos (os projetos) para adequações”, conta Gustavo Fantanto.


Classificação Atual       ( 4 ) Dê a sua classificação:      


É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Grupo Comunidade

Home | Contato | Expediente | Anuncie | Receba nossas Publicações

Grupo Comunidade de Comunicação © 2008 | Política de Privacidade | Termos de uso